Home > Sonhos Realizados > Sonho Ser > "Sonho ser a princesa Valente" - Camila, 9 anos, neoplasia maligna cerebral

Sonho Ser

"Sonho ser a princesa Valente" - Camila, 9 anos, neoplasia maligna cerebral

Camila é uma pequena guerreira de 9 anos, que faz tratamento no GRACC. Como toda menina, adora uma princesa, mas no caso dela, tinha que ser uma princesa guerreira que soubesse montar, além de usar arco e flecha. Por isso, o sonho da Camila era ser a Valente e aprender tudo que ela sabia fazer, exatamente como sua princesa favorita.

No dia da realização do seu sonho Camila saiu de casa cedinho, sabendo que teria um dia diferente, mas sem imaginar como ele seria mágico. 

Ao chegar em um cenário de sonhos, Camila se deparou com os arcos e alvos montados uma aula. Ela então vestiu equipamentos de proteção e iniciou sua primeira aula de arco e flecha. Além de ter que acertar o alvo com pontuações, a instrutora colocou bexigas para aumentar a dificuldade. A partir da precisão da garotinha, todo tiveram a certeza que estavam diante de uma princesa guerreira.

Depois da aula Camila foi à cocheira preparar o pônei que aprenderia a montar. Princesa e cavalo preparados, eles seguiram como grandes companheiros de aventuras. Logo depois Camila aprendeu a alimentar o cavalo com suas próprias mãos, oferecendo-lhe ração como forma de agradecimento.

Pra relaxar um pouquinho e aproveitar para dar boas risadas, a próxima atividade foi dar um banho no pônei Branca de Neve. Mas esse banho tinha que ser completo então ela limpou e hidratou seu casco para depois ensaboar o dócil animal. Foi uma bagunça: jatos de água no pônei e nas fadas, espuma no pelo e no cabelo dos que estavam por perto, trança na crina do cavalo e lógico várias fotos com pônei enfeitado. 

Após o almoço, todos silenciaram para escutar o coração da Camila falar: "Não acredito, é o Angus, é a princesa Valente!” Neste momento ela havia avistado a princesa em seu cavalo. Calçou seu sapato com pressa e como não achava sua meia, olhou para a amiga que a acompanhava e disse: "vai sem meia mesmo Mari, vamos ver a Valente". Surpresas, não acreditavam no tamanho e na beleza do cavalo mas tiveram confiança para se aproximarem e toca-lo. Aproveitaram para conversar com a princesa e com o Angus de forma emocionada.

Com um vestido igual ao da princesa Valente, as meninas foram passear de carruagem, guiada pelo Angus. Deram uma volta na estância passando por corredores de árvores semelhantes a imagem do filme. 

No momento que aquele sonho já tinha se tornado em uma experiência inesquecível as fadas colocaram a música "O céu eu vou tocar", trilha sonora do filme, e pediram para que a Camila lesse alguns trechos do filme que traz alguns ensinamentos:

"Há quem diga que não se pode controlar o destino, que o destino não vos pertence. Mas disso nós sabemos. Nosso destino está dentro de nós. Você só precisa ser valente o bastante para vê-lo. Uns dizem que nosso destino está ligado à terra. Como uma parte de nós, pois somos parte dela. Outros dizem que o destino é entrelaçado como um tecido de modo que o destino de um se interliga com o de muitos outros. É o que procuramos ou lutamos para mudar. Alguns nunca encontram, Mas outros são levados a ele. Nós devemos ser livres para escrever nossa própria história, seguir nossos corações e encontrar o amor em nosso próprio tempo."

Camila não queria voltar e perguntou "se não dava pra ficar até amanhã"... e é nesta hora que temos certeza do poder transformador de um sonho. 

Colaboradores: Estância São Francisco Borja, Federação Paulista de Arco e Flecha e Rubie´s Brasil Fantasias

Voluntários: Dani Rocha, Mariana Lindemberg e Patricia Sé

Saiba como você pode contribuir para realizar sonhos como esse!

Saiba mais